MiG-29 Eslováquia
MiG-29 Fulcrum eslovaco.

A Eslováquia vai transferir sua frota de caças Mikoyan-Gurevich MiG-29 Fulcrum e estuda doar tanques de guerra (MBT) T-72 para a Ucrânia, em apoio à resistência do país contra a invasão russa. 

A decisão foi revelada nesta segunda-feira (04) pelo Primeiro-Ministro Eduard Heger e seu colega tcheco, Petr Fiala, durante uma transmissão no canal CT24. Heger não deu mais detalhes sobre a transferência dos caças e MBTs, mas disse que a partir de setembro a Força Aérea da República Tcheca (CzAF) ficará responsável pelo espaço aéreo eslovaco. Esse mesmo acordo também estava sendo negociado com a Polônia.

MiG-29 Eslováquia Ucrânia
Caças MiG-29 da Força Aérea Eslovaca. Foto: Força Aérea Eslovaca

“Não quero entrar em detalhes, porque a Ucrânia também nos pediu para não detalhar informações sobre este equipamento”, disse Heger.

A CzAF, que opera uma frota de 14 caças JAS-39 Gripen alugados, vai defender os céus da Eslováquia até que o país receba seus F-16V Block 70, adquiridos junto aos EUA. O problema é que a entrega destes aviões está atrasada em pelo menos um ano. A linha de produção do F-16 está fechada desde 2017 e só será reativada em 2023. A previsão de entrega dos primeiros F-16 para os eslovacos é 2024. 

Gripen República Tcheca OTAN policiamento aéreo
Caças JAS-39C Gripen da República Tcheca patrulharão os céus da Eslováquia. Foto: OTAN/Divulgação.

Em abril o governo em Bratislava doou uma bateria completa de mísseis antiaéreos S-300 para a Ucrânia, além de ter vendido oito obuseiros de ShKh Zuzana de 155mm. No mês passado, quatro helicópteros Mi-17 e um Mi-2 também foram transferidos aos ucranianos.

No entanto, a transferência de aviões de combate para a Força Aérea Ucraniana não havia ocorrido até agora. A seara toda começou pouco depois do início da guerra, em meados de março, quando Kiev passou a solicitar a doação de aeronaves de caça. 

t-72 Eslováquia Ucrânia
Tanque T-72 da Eslováquia. Foto: Ministério da Defesa Eslovaco.

Não demorou muito para a Polônia disponibilizar sua frota de caças MiG-29, que seriam transferidos aos ucranianos através dos EUA a partir de uma base na Alemanha. A Polônia, no entanto, queria caças F-16 para compensar a lacuna deixada pela doação dos MiG-29. Dessa forma, o acordo não seguiu em frente

Mais tarde, Bulgária e Eslováquia, que inicialmente negaram a transferência de seus aviões, começaram a negociar acordos sobre o assunto. Enquanto isso, EUA e outros países enviaram peças e ferramentas de manutenção para a Ucrânia, mas não aviões completos. Agora, parece que a Força Aérea Ucraniana finalmente vai receber seus aviões tão requisitados. 

MiG-29 Ucrânia
Caça Mikoyan Gurevich MiG-29 Fulcrum da Força Aérea Ucraniana.

A Eslováquia possui uma frota de 11 MiG-29SD modernizados para atender alguns requisitos da OTAN. Em 2005, a companhia RAC MiG atualizou os aviões com a adição de glass cockpit, sistemas de comunicação e navegação da norte-americana Rockwell Collins, sistemas IFF (Identificação Amigo-Inimigo) da BAE Systems britânica e um novo computador de missão. 

A transferência dos blindados, por outro lado, ainda está sendo avaliada. O Exército Eslovaco tem entre 20 e 30 tanques T-72M1, também de origem soviética. O T-72 é um MBT bastante popular e que tem visto bastante combate na Ucrânia em diferentes variantes. Fontes independentes apontam que a Rússia perdeu 465 tanques T-72 na Ucrânia, enquanto o país invadido perdeu 26 destes veículos.