O Sétimo Esquadrão de Transporte Aéreo (7º ETA – Esquadrão Cobra) realizou, na cidade de Boa Vista (RR), a segunda fase do Exercício Técnico de Pista Crítica, em agosto de 2019. O objetivo foi adestrar e manter a operacionalidade dos tripulantes da aeronave Grand Caravan C-98A para pousos e decolagens em pistas consideradas críticas, localizadas na região de fronteira do Brasil.

Participaram do treinamento 33 aeronavegantes, sendo 19 do efetivo do 7º ETA e 14 do Primeiro Esquadrão de Transporte Aéreo (1º ETA – Esquadrão Tracajá), sediado na Ala 9, em Belém (PA).

Para o  Chefe da Célula de Controle de Instrução e de Atividades Operacionais do Esquadrão Cobra, Tenente Aviador Renan Cabral Ramos, é importante adestrar o efetivo para operar nessas localidades. “Apoiamos diversos órgãos e comunidades, entre eles o Exército Brasileiro e os indígenas, corroborando com a missão de integrar o território nacional”, diz.

 

 Ala 7 foi escolhida como sede para o exercício devido à sua estrutura e localização, permitindo mais proximidade às pistas selecionadas para o treinamento. Ao término dessa etapa e somando o esforço aéreo empregado na primeira fase, foram aproximadamente 150 horas de voo, totalizando cerca de 300 pousos.

“Foi muito gratificante, tendo em vista que, além de operarmos em aeródromos considerados convencionais, frequentemente prestamos apoio a comunidades e pelotões de fronteira, o que nos leva a operar em campos não preparados. Uma ótima oportunidade para o esquadrão treinar as técnicas de pouso curto”, explica o Tenente Aviador Bruno Dunham, do 7º ETA.

Grifo

Já no Campo de Provas Brigadeiro Velloso, localizado na Serra do Cachimbo, em Novo Progresso (PA), o Equadrão Grifo (2º/3º GAV) participou do Exercício Técnico Ar-Solo, no mês de julho.

A atividade foi desenvolvida com o objetivo de adestrar os pilotos no emprego de armamento aéreo para o cumprimento das ações de ataque, apoio aéreo aproximado, controle aéreo avançado e reconhecimento armado, por meio de missões de emprego ar-solo. Ao final, o Esquadrão realizou a manutenção e a elevação operacional de seus pilotos, bem como dos mecânicos que atuam com o armamento.

Fonte: FAB / Fotos: Tenente Rafael Vilete / 7º ETA; Tenente Bento / 2º/3º GAV