Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

F-35B realizando primeira decolagem a bordo do HMS Queen Elizabeth. Foto: Royal Navy

O Departamento de Estado dos EUA aprovou uma possível venda militar estrangeira de até 12 caças furtivos Lockheed Martin F-35B Lightning II para Cingapura, por um valor estimado de US$ 2,75 bilhões.

A Agência de Cooperação em Segurança e Defesa do Pentágono diz que notificou o Congresso dos EUA nesta quinta-feira, 09 de janeiro.

O acordo é para um pacote de quatro aeronaves, com a opção de comprar mais oito no futuro. O país espera usar as primeiras unidades do F-35 em um programa de avaliação antes de comprar caças adicionais.

O F-35B é a variante de decolagem curta e aterrissagem vertical do Joint Strike Fighter. Um ventilador com duto que é direcionado à sua turbina principal e uma saída de escape que gira para baixo, permitem que o caça decole de pistas encurtadas ou com rampas, por exemplo, em pequenos porta-aviões.O F-35B também pode pousar na vertical.

Cingapura não possui porta-aviões, mas poderia usar recursos de pouso e decolagem vertical para usar o F-35B a partir de pequenas bases militares. Bem como ocultar rapidamente aeronaves de um ataque – possivelmente no porta-aviões de um aliado ou em uma ilha remota.

“Cingapura é um amigo estratégico e um importante parceiro de cooperação em segurança e uma força importante para a estabilidade política e o progresso econômico na região da Ásia-Pacífico”, diz a Agência de Cooperação em Segurança de Defesa em seu comunicado. 

A Agência de Cooperação em Segurança de Defesa acrescenta que o anúncio da venda potencial do F-35B não significa que o negócio esteja finalizado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA