Estados Unidos Cuba Voos
Foto: American Airlines/Divulgação

Os Estados Unidos retiraram nesta segunda-feira (16/05) um embargo que proibia o trânsito direto de pessoas de Cuba para o seu território. A medida foi anunciada para permitir o trânsito de norte-americanos entre os dois países, atendendo principalmente aos imigrantes que saíram de Cuba.

Atualmente, as companhias aéreas americanas só podem voar para Havana, com proibição para outras cidades da ilha. O último voo regular de passageiros entre Estados Unidos e outra cidade fora de Havana foi operado em 2019, após o presidente em exercício na época, Donald Trump, implementar uma medida proibindo as operações para fora de Havana.

As viagens individuais de cidadãos dos EUA para fins de turismo continuarão proibidas, declarou o Departamento de Estado. Os vistos somente serão concedidos para cidadãos Cubanos, ou descendentes, que desejam visitar os parentes, ou para fins científicos entre os dois países.

Juntamente, os cubanos que vivem nos EUA agora podem enviar mais de 1000 dólares por trimestre para os seus parentes que vivem em Cuba.

“Tornaremos mais fácil para as famílias visitarem seus parentes em Cuba e para os viajantes autorizados dos EUA se envolverem com o povo cubano, participar de reuniões e realizar pesquisas”, disse o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price.

As companhias norte-americanas devem anunciar nos próximos dias a retomada de voos regulares para Havana e outras cidades de Cuba, com esse incentivo do governo norte-americano.

“Continuamos a pedir ao governo cubano que liberte imediatamente os presos políticos, respeite as liberdades fundamentais do povo cubano e permita que o povo cubano determine seu próprio futuro”, declarou o Departamento de Estado em comunicado oficial.