Os Estados Unidos estão na tentativa de barrar a venda de novos aviões comerciais ao Irã, mesmo que estes tenham sido fabricados na Rússia. A mais recente manobra do Governo Norte-Americano foi implementada pelo Tesouro do país, que negou um certificado de exportação do Sukhoi SSJ 100 ao Irã.

A meta do Governo dos EUA é envelhecer a aviação do Irã, de uma forma que o mesmo ceda aos termos das restrições impostas e que as sanções ao país sejam amenizadas.

O justificado do Tesouro dos EUA para implementar essa medida, é que mesmo com fabricação russa através de uma empresa estatal da Rússia, o Sukhoi SSJ100 tem cerca de 10% de peças fabricadas nos Estados Unidos.

Atuais aviônicos do SJ100, 5 telas e instrumentos reserva.

“No entanto, parece que devido à falta de licença emitida pelo OFAC (Escritório do Tesouro dos EUA de Controle de Ativos Estrangeiros), a chegada dos aviões está fora de questão por enquanto”, disse ao Irã o secretário da associação da Iranian Airlines, Maqsoud Asadi Samani, para agência de noticias iraniana Labor (ILNA).

Maqsoud Asadi Samani disse que a Sukhoi não conseguiria no curto prazo atender ao pedido de troca dessas peças, e talvez isso demoraria vários anos, então não haveria a possibilidade de entregar as aeronaves para a companhia Iran Air Tours, que optou por 20 aviões deste modelo.