Este drone holandês pode voar por até 3 horas com hidrogênio

Drone

Os aviões de propulsão elétrica ou com combustíveis que não poluem ainda estão correndo como protótipos. O desenvolvimento em um campo está acelerado, fazendo até mesmo a maior fabricante de aviões comerciais do mundo, a Airbus, a cogitar utilizar aviões com propulsão de hidrogênio.

No entanto, recentemente pesquisadores da Delft University of Technology apresentaram o projeto de um drone propulsionado por hidrogênio.

O pequeno veículo voador funciona através de uma célula de hidrogênio, que gera energia para motores elétricos.

Um pequeno banco de baterias faz a função de garantir a estabilidade de fornecimento de energia aos motores, e expandir a autonomia de energia em 30 minutos, enquanto uma célula de hidrogênio garante que o drone voa por até três horas.

Com 12 motores elétricos, o Nederdrone tem um tamanho médio de três metros e pesa cerca de 13 kg. Todo o drone é produzido com materiais compostos, o que garante o peso leve e a alta resistência do mesmo.

Para ter noção, os dois cilindros de hidrogênio armazenam até 6,8 litros com pressão de até 300 bar, para suportar tamanha pressão em um corpo pequeno e fino, os pesquisadores desenvolveram a peça em fibra de carbono.

O biplano consegue até mesmo pousar e decolar praticamente sem usar uma pista. Veja no vídeo abaixo.


O projeto está sendo desenvolvido pela Delft, mas para uso da Marinha Real e da Guarda Costeira da Holanda.

 

DEIXE UMA RESPOSTA