ATR 72-500 da KrasAvia

A russa KrasAvia começou a operar seus dois primeiros aviões ATR 72-500, a primeira aeronave ATR registrada na Rússia.

A companhia incorporou dois aviões ATR 72-500 na sua frota, em substituição aos antigos Antonov An-24 e An-26 da companhia. Os aviões vão fazer voos a partir de Krasnoyarsk, na Sibéria, operando para destinos de clima bem frio no Extremo Norte da Rússia.

Os antigos Antonov An-24 e An-26 da KrasAvia têm cerca de 40 anos de uso no total. De acordo com a aérea, o ATR entra fornecendo mais confiabilidade, menor consumo de combustível e maior alcance de voo.

As empresas da Rússia preferem muitas vezes investir em aviões fabricados no próprio país para a operação de voos regionais, como podemos ver o sucesso do SSJ100 exclusivamente no país.

Após o fim da URSS, muitas companhias continuaram utilizando soluções nacionais, principalmente de aviões turboélices. Por esse motivo é comum ver companhias que ainda utilizam velhos aviões da Antonov e Ilyushin na Rússia, como foi durante um tempo na KrasAvia.

Na Sibéria a rota mais longa a ser feita com o ATR 72-500 será entre Krasnoyarsk e Khatanga, na costa do Ártico, um voo com 1822 quilômetros entre as cidades.

A KrasAvia adquiriu os aviões ATR 72-500 a partir da sueca Braathens Regional. Os aviões já têm mais de dez anos de uso. A versão -500 não é a mais atual, visto que há anos existe a versão -600.


Contudo, estes não são os únicos aviões da ATR que operam na Rússia, o turboélice é amplamente utilizado pelas companhias aéreas europeias. Além disso, a UTair e NordStar têm esses aviões na frota, mas são registrados em outros países.