Este seria o momento ideal da Airbus para investir em um A350 cargueiro?

Com o tráfego de passageiros secando, as companhias aéreas estão se voltando cada vez mais para as operações de carga, pela demanda do momento e também para manter alguma receita fluindo no caixa.

No entanto, no mercado de aviação a Boeing domina o setor dos cargueiros, oferecendo amplas opções, desde conversão dos 737 Classic, até mesmo o poderoso 747-8F que leva quase 145 toneladas.

Um fato curioso é que, nos últimos dias, acompanhamos a Airbus oferecendo opções de rápida configuração dos seus A330 e A350 para cargueiros. Esse poderia ser um movimento da Airbus rumo aos cargueiros?

Vamos analisar o mercado.

Will Horton afirma que a Administração de Aviação Civil da China (CAAC) estima que cerca de 60% de toda a carga da China continental foi transportada nos porões de aviões de passageiros no ano passado.

Com menos aviões de passageiros voando, a China está observando um aumento na capacidade de carga, enquanto a pandemia da COVID destaca a importância estratégica desse setor.

Boeing 777F da Qatar Airways

Exceto a recente opção para converter rapidamente aeronaves de passageiros em cargueiros, a Airbus a Airbus não oferece nada de ‘novo’ para o mercado de cargueiros maior que um A330.


Um provável A350-1000F ultrapassaria muitos dos modelos populares da Boeing. Com sua capacidade de 800 m³ daria uma capacidade maior do que o 777F, que tem 650 m³.

Embora sua carga útil seja um pouco menor que os 777 e 747, sua alta eficiência de combustível pode torná-lo uma opção econômica para o mercado de carga.

A Boeing domina o mercado de aviões cargueiros há muitos anos, com o 747-400F, o 747-8F e o 777-200/300F, mas com a variante de passageiros A350 ganhando popularidade principalmente no mercado asiático, a porta está aberta para a Airbus desafiar o monopólio da Boeing.

 

DEIXE UMA RESPOSTA