Foto - Divulgação

A companhia aérea líder da África anunciou planos para construir um novo aeroporto de US$ 5 bilhões em Addis Abeba.

A Ethiopian Airlines diz sua base atual, o Aeroporto Internacional de Bole, não suportará a demanda de passageiros nos próximos três ou quatro anos.

O CEO da companhia, Tewolde Gebremariam, revelou nesta quarta-feira que os planos para um novo mega aeroporto de US $ 5 bilhões estão em andamento.

“O Aeroporto de Bole não vai nos acomodar; nós temos um belo projeto de expansão. O aeroporto parece muito bonito e muito grande, mas com a maneira como estamos crescendo, em três ou quatro anos estaremos cheios”, disse Tewolde.

O Aeroporto Internacional de Bole, em Adis Abeba, tem uma capacidade de passageiros de cerca de 19 milhões de passageiros anualmente.

Aeroporto de Addis Abeba.

Tewolde observou que o preço do novo aeroporto era superior ao custo de US$ 4 bilhões da construção da Grande Barragem da Renascença Etíope, ainda a ser concluída, no Nilo.

Com uma capacidade alvo de 100 milhões de passageiros por ano, o novo mega aeroporto de Addis Abeba se tornaria de longe o maior aeroporto da África. A Ethiopian Broadcasting Corporation citou Tewolde dizendo que a construção começará nos próximos seis meses.


A Ethiopian Airlines, de propriedade estatal, que compete com grandes transportadoras do Oriente Médio para conectar passageiros em voo de média e longa distância. Vale ressaltar que a companhia transportou 12,1 milhões de passageiros em 2019, cerca de 2 milhões a mais em comparação com 2018.

A Ethiopian tem 116 aeronaves em sua frota e seu lucro líquido aumentou para US$ 260 milhões em seu ano fiscal de 2018/19, mesmo com o Aeroporto Adis Abeba sendo apontado como um limitante no crescimento.

 

DEIXE UMA RESPOSTA