F-16 Block 70 Bulgaria Lockheed
Imagem: Lockheed Martin.

O Departamento de Estado dos EUA aprovou a venda de mais oito caças Lockheed Martin F-16 Block 70 para a Bulgária. A possível venda, que também inclui sensores e armamentos, ainda deve ser aprovada pelos Congressistas. 

Segundo a DSCA (Agência de Cooperação em Defesa e Segurança), o Governo da Bulgária solicitou a compra de quatro caças F-16C e quatro F-16D adicionais ao pedido original de oito aeronaves F-16C/D, aprovado em 2019. 

F-16 Block 70 Lockheed Bulgária.
Projeção artística do F-16 Block 70. Imagem: Lockheed Martin

O novo contrato, avaliado em US$1.673 bilhão, inclui 19 mísseis de médio alcance AIM-120C AMRAAM, 20 mísseis de curto alcance AIM-9X Sidewinder Block II, 28 bombas GBU-39 SDB, quatro pods Sniper para orientação de bombas e identificação de alvos, kits JDAM para bombas Mk.82 de 500 libras e outros itens como treinamento, apoio e suporte logístico e de engenharia. O principal sensor da aeronave é o radar de varredura eletrônica ativa (AESA) APG-83 SABR, da Northrop Grumman.

Na mesma nota, a Agência afirma que “esta venda proposta apoiará a política externa e os objetivos de segurança nacional dos Estados Unidos, ajudando a melhorar a segurança de um aliado da OTAN que é uma força para a estabilidade política e o progresso econômico na Europa.”

Painel do F-16 Block 70.

“A aquisição dessas aeronaves forneceria à Bulgária uma plataforma interoperável da OTAN e permitiria que a Força Aérea Búlgara operasse com mais frequência ao lado de outros operadores regionais de F-16, promovendo doutrina e operações comuns. A Bulgária mostrou um compromisso com a modernização de suas forças armadas e não terá dificuldade em absorver essas aeronaves e serviços em suas forças armadas.”

A autorização da venda dos caças chamou atenção por ocorrer em meio ao conflito entre Ucrânia e Rússia. A Bulgária foi um dos países cogitados para transferir aviões de combate de sua própria frota – MiG-29 e Su-25 – para os ucranianos, negando em seguida. No entanto, especialistas já disseram que a venda estava sendo negociada muito antes do início do conflito. 

MiG-29 Bulgária
MiG-29 Fulcrum da Força Aérea Búlgara.