F-35A da JASDF ( Força de Auto Defesa do Japão Foto: JASDF

Os EUA aceitaram passar detalhes ultrassecretos do caça stealth F-35 Lightning II para o Japão, para que as duas nações possam trabalhar juntas em um projeto de um novo caça que poderá substituir o F-2 da Força de Autodefesa do Japão.

Vale ressaltar que o Japão já teve acesso a tecnologia de caças norte-americano, como o F-2 que é basicamente um caça F-16 fabricado sobe licença no Japão e o F-35 que o Japão pode fabricar algumas unidades no país, mas com acesso limitado à tecnologia do caça.

A ideia desta abertura maior sobre as tecnologias do F-35 partiu do Ministério da Defesa, que visando uma boa parceria para construção de um caça que pode se tornar um dos principais do mundo jogou tal proposta para os japoneses que são um dos principais aliados dos EUA.

Fonte: The Japan News

Os governos japonês e norte-americano começaram a discutir seriamente a proposta dos EUA no final de março. O governo japonês pretende decidir sobre o curso do desenvolvimento da aeronave, incluindo a aceitação da proposta dos EUA, até o final deste ano

O acordo segundo fontes japonesas, seria que os Estados Unidos iriam divulgar detalhes confidenciais sobre o software instalado na estrutura do F-35 para controlar peças, incluindo o motor e os mísseis e a partir disso as duas nações trabalhassem em algo novo para a substituição dos F-2. Com essa ideia, a Força de Autodefesa do Japão iria operar os F-35 que ainda estão chegando ao Japão e esta nova aeronave militar.

O valor destinado a fabricação desta nova aeronave gira em torno dos 2 trilhões de ienes, o que demostra o quão os dois países estão interessados na projeção desta nova aeronave.