F-35A lança bomba contra a ilha de Qanus- Foto- compartilhada pelo porta-voz da Operação Inherent Resolve, coronel Myles B. Caggins III

Uma operação em coalizão entre os EUA e forças de segurança iraquianas realizaram uma operação contra o ISIS (Estado Islâmico), que estavam situados em uma ilha ao longo do rio Tigre (Qanus), Salah Din Província do Iraque

A missão contou com bombardeiros a partir de caças F-15 e F-35, o ataque destruiu tora a ilha para que assim não seja mais possível a ida de integrantes da ISIS a este local. Ao todo foram despejados aproximadamente 36.000km de bombas.

Caggins disse que os ataques aéreos foram coordenados com as forças de segurança iraquianas, e o comunicado à imprensa disse que “operações subsequentes de limpeza do solo” estavam sendo conduzidas pelo 2º Batalhão das Forças de Operações Especiais do Iraque.

Toda uma ação estratégica foi feita e foi levantado que a região era usada por membros da ISIS para trânsito para regiões Sírias e do Iraque.

“Estamos negando ao Daesh a capacidade de se esconder na ilha de Qanus”, disse o major-general Eric T. Hill.


Hill, o comandante da Força-Tarefa Conjunta de Operações Especiais que conduz a Resolução Inerente da Operação, disse que os ataques aéreos estabeleceriam “as condições para que nossas forças parceiras continuem trazendo estabilidade para a região”.

Membros da ISIS estão espalhados devidos a ataques da força de coalização. Os ataques acontecem desde 2015 e demais países além dos EUA também participam da operação.Além das forças iraquianas que são apoiadas pelos EUA.

 

Fonte de apoio: American Military News / Adaptação: Aeroflap