Foto: REUTERS

Após a chegada na sexta passada de alguns equipamentos S-400 de origem russa à Turquia, os Estados Unidos se pronunciaram sobre e por meio de uma coletiva de imprensa o porta-voz do Departamento de Estado Morgan Ortagus. Em suas falas Ortagus disse que tanto Presidente Trump quanto o vice, Mike Pence estão estudando formas de sansões à Ancara.

“No que diz respeito a quais opções de sanções serão escolhidas, não visualizamos essas sanções antecipadamente”, acrescentou o porta-voz.

Equipamentos militares do S-400 em solo turco- Foto: Ministério daDefesa da Turquia

Algo que deve acontecer e que foi ameaçado pelos EUA desde que a Turquai se interessou pelo Sistema de Defesa Aérea S-400, será vetar a venda de caças F-35A à Turquia, que incluisive já contam com duas unidades prontas nos EUA. A Turquia incluive já havia mandado pilotos para a realização de cursos nos EUA.

Lançadores de mísseis terra-ar S-400- Foto: Mladen Antonov / AFP / Getty Images

A Turquia queria ao mesmo tempo os caças de 5º geração de fabricação norte-americana e o sistema S-400 russo, o que claramente não agradou os EUA.

Caça F-35A turco- Foto: Lockheed Martin

Medidas para contornar a situação:

Com a ameaça de ficar sem caças de ponta como os F-35, a Turquia vem planejando desenvolver um caça de 5º geração de fabricação nacional.

Mock Up do caça turco TF-X- Foto: BillyPix

O TF-X foi apresentado ao mundo no mês passado durante o Paris Airshow. Os investimentos devem chegar a TL 4,8 bilhões e se espera que a produção da aeronave empregue 3200 pessoas, com uma contribuição indireta de emprego estimada em cerca de 11200.

Concepção artística do TF-X- Foto: TAI

O TF-X contará com tecnologia stealth, será usado papel ar-ar, considerando também os papéis ar-superfície, terá toda uma gama tecnologia de radar, sensores e armamentos e será uma aeronave bimotora

Fonte de apoio: TASS / Edição: Aeroflap