Um F/A-18F Super Hornet da US Navy durante o primeiro disparo real do AARGM-ER, em julho deste ano. Foto: USN/Divulgação.

O novo míssil antirradar da Marinha dos EUA, o AARGM-ER (Advanced Anti-Radiation Guided Missile – Extended Range) atingiu o Milestone-C (MS-C) na última segunda-feira (23). Agora, o novo armamento deve começar a ser produzido nos próximos meses, informou Comando de Sistemas Aeronavais (NAVAIR). 

Segundo a organização, a Marinha deve contratar dois lotes de produção inicial de baixa cadência (LRIP) nos próximos meses. A informação vem pouco mais de um mês depois que a US Navy conduziu o primeiro disparo real de um AARGM-ER, empregando um caça F/A-18F Super Hornet no evento. 

“A equipe governamental/industrial combinada trabalhou incansavelmente nos últimos anos para atingir esse marco”, disse o capitão Alex Dutko, gerente de programa do Direct and Time Sensitive Strike (PMA-242). “Estamos ansiosos para entregar esta nova arma com sua capacidade aumentada e letalidade para a frota o mais rápido possível.”

O AARGM-ER debaixo da asa do F/A-18F. Foto: US Navy.

Segundo o NAVAIR, a decisão do MS-C veio pouco mais de dois anos depois que a Marinha concedeu o contrato de Desenvolvimento de Engenharia e Fabricação (EMD) ao seu contratante principal, a Northrop Grumman. Os testes em voo cativos e reais estão planejados para continuar até 2022, com o armamento devendo atingir a capacidade operacional inicial a partir de 2023. 

A Marinha está trabalhando na integração do AARGM-ER ao F/A-18E/F Super Hornet e EA-18G Growler, para que futuramente ele seja compatível para integração no F-35 Lightning II. Aproveitando o programa AARGM da Marinha dos EUA, o AARGM-ER com um novo motor de foguete e ogiva fornecerá capacidade avançada para detectar e engajar os sistemas de defesa aérea inimigos.

O AARGM-ER é a mais nova versão do AGM-88E AARGM. O programa, liderado pela Marinha, traz um novo motor-foguete, maior autonomia, novos sistemas e sensores e demais inovações ao míssil que deve ser empregado em missões SEAD/DEAD (Supressão/Destruição de Defesas Aéreas Inimigas), tendo como alvo principal as antenas de radares do inimigo. 

AARGM-ER

DEIXE UMA RESPOSTA