MQ-1C EUA Ucrânia Drone
Drone MQ-1C Gray Eagle do US Army armado com mísseis Hellfire. Foto GA-ASI.

O Governo dos EUA suspendeu a venda de drones armados MQ-1C Gray Eagle para a Ucrânia. O motivo é a possibilidade que o avião não tripulado e seus segredos possam cair nas mãos da Rússia. 

A Administração Biden estava planejando a venda quatro MQ-1C para a Ucrânia. Os planos vem desde março mas foram divulgados apenas no início de junho. No entanto, a agência Reuters diz que o negócio encontrou empecilhos através do medo de que a aeronave possa ser capturada pelo inimigo. 

Duas pessoas familiarizadas com o assunto contaram à Reuters que a objeção técnica à venda foi levantada durante uma análise mais profunda da Administração de Segurança de Tecnologia de Defesa do Pentágono. 

O medo dos americanos é de que o radar e os equipamentos de vigilância dos drones possam criar um risco de segurança para os EUA se cair nas mãos dos russos, aponta o artigo. Fontes disseram que essa hipótese foi negligenciada na revisão inicial, mas surgiu em reuniões no Pentágono no final da semana passada.

Foto: US Army.

“As revisões de segurança tecnológica são uma prática padrão para a transferência de artigos de defesa dos EUA para todos os parceiros internacionais. Todos os casos são analisados ​​individualmente por seu próprio mérito. Por meio do processo estabelecido, as preocupações de segurança nacional são elevadas à autoridade de aprovação apropriada”, disse a porta-voz do Pentágono, Sue Gough.

A decisão de continuar ou não com a venda dos drones MQ-1C para a Ucrânia está sendo revisada pela cadeia de alto comando do Pentágono. Ainda assim,  o momento de qualquer decisão é incerto, disse uma das pessoas, uma autoridade dos EUA, que pediu anonimato.

A agência observa que uma das soluções seria a troca do conjunto de radares e sensores que equipam os MQ-1 por outro menos sofisticado, numa espécie de “downgrade”. Todavia, isso levaria meses. Além disso, por mais que o Pentágono venha a aprovar a venda dos drones, o acordo ainda poderia ser barrado pelo Congresso, embora isso seja visto como improvável.
O MQ-1C é fabricado pela General Atomics Aeronautical Systems, Inc. (GA-ASI), baseado no MQ-1 Predator. Trata-se de um drone do tipo MALE (Medium Altitude Long Endurance), operado pelo Exército dos EUA em missões de vigilância, ataque e suporte à tropas especiais. A aeronave pode transportar mísseis ar-terra AGM-114 Hellfire e bombas guiadas GBU-44/B Viper Strike.