Ryanair Boeing 737 MAX 200 200
Boeing 737 MAX 200 nas cores da Ryanair.

Seguindo os passos da Transport Canada, agência que regula o setor de aviação no Canadá, a EASA deverá aprovar na próxima semana o retorno do 737 MAX aos voos comerciais.

A agência é uma das últimas a aprovar as atualizações para o Boeing 737 MAX. Só não é a última devido ao atraso da China neste processo, em boa parte proposital.

“Esperamos publicá-lo na próxima semana, o que significa que o MAX estará liberado para voar novamente”, disse Patrick Ky, diretor-executivo da EASA. “Uma certificação separada da variante MAX-200 provavelmente virá nas “próximas semanas”, acrescentou ele, permitindo que os voos sejam retomados antes do verão.”

A certificação do 737 MAX 200 anunciada por ele, é direcionada para a Ryanair, a única que encomendou uma versão de altíssima densidade de passageiros do 737 MAX 8.

Na parte da atualização de software a EASA não planeja muitas alterações, muito mesmo em qualquer outra que mude os procedimentos da FAA em relação ao avião. No entanto, a agência relatou anteriormente sobre mudança nos procedimentos envolvendo o MCAS, seguindo a Transport Canada.

 

DEIXE UMA RESPOSTA