Caça F-15C da IAF taxiando na base da RAF de Waddington. Foto: Edwin Schimmel, via The Aviationist

Aconteceu entre os dias 1 a 20 de setembro no Reino Unido, o Exercício conjunto Cobra Warrior 2019. Este exercício reuniu cinco forças aéreas, sendo anfitriã a RAF, a Luftwaffe, a Força Aérea Italiana, a de Israel e a USAF.

Este é o principal exercício da RAF e acontece anualmente, as aeronaves começaram a chegar no mês de agosto e durante todo o treinamento foram exploradas várias missões, como por exemplo vigilância, reconhecimento, instrução de instrutor de espaço qualificado. Além de habilidades de liderança tática da tripulação e elementos de apoio em um ambiente aéreo complexo.

Eurofighter Typhoon EF-2000 da Luftwaffe- Foto: Edwin Schimmel, via The Aviationist

Para a IAF (Força Aérea de Israel), a participação no exercício foi novidade e o envio de caças F-15C/D Braz da base aérea de Tel Nof Airbase foi benéfico para o Esquadrão israelense, que tem uma ação ativa em seu território em constantes ataques na região. Os voos foram apoiados por um KC-707 e aeronaves C-130 Hercules.

“É um exercício importante porque tivemos uma oportunidade maravilhosa de levar nossas equipes e treiná-las em áreas onde não estão acostumadas, algo que é muito importante para a guerra”, disse Brigadeiro-General. Amnon Ein-Dar, chefe da Diretoria de Treinamento e Doutrina da Força Aérea de Israel, acrescentando ainda que os pilotos israelenses “tiveram a oportunidade de aprender de outras forças aéreas com um nível muito alto de desempenho, o que nos dá a oportunidade de enviar nosso pessoal para ver seu processo de planejamento e como eles treinam e lutam no ar para obter o treinamento da mais alta qualidade”.

EF-2000 da Força Aérea da Itália- Foto: Edwin Schimmel, via The Aviationist

 

Fonte de apoio: Flight Global / Adaptações: Aeroflap

DEIXE UMA RESPOSTA