Foto: Senior Airman Ryan Mancuso/Texas ANG.

Um caça F-16C Fighting Falcon Block 30 da 149ª Ala de Caça da Guarda Aérea Nacional do Texas recebeu uma pintura especial empregando o esquema Southeast Asia (SEA), o mesmo usado por múltiplas aeronaves durante a Guerra do Vietnã. 

A aeronave recebeu a pintura em comemoração aos 25 anos da redesignação da unidade de 149º Grupo de Caça para o nome atual. A aeronave pertence ao 182º Esquadrão de Caça da 149th FW. Outro F-16 da unidade, também com uma pintura especial, foi usado para demonstrar o processo de limpeza realizado por robôs. 

O esquadrão chamado de Lonestar Gunfighters também foi uma das unidades que participaram do exercício multinacional CRUZEX 2018, realizado pela FAB na Ala 10 (Parnamirim/RN).

F-16C do 182d Fighter Squadron pousando na Ala 10 durante a CRUZEX 2018.
Unidade se fez presente no exercício com quatro caças F-16C. Foto: Raphael Furini.

Apesar da pintura, a unidade não esteve em serviço na Guerra do Vietnã, explica o The War Zone. Ainda assim seu histórico de combate impressiona, tendo sido originalmente criado em 1943 para lutar no Teatro Europeu durante a Segunda Guerra Mundial.

Após a guerra, o 396º Esquadrão de Caça, unidade componente da Ala, foi desativado e reconstituído como o 182º Esquadrão de Caça, designado para a Guarda Aérea Nacional do Texas. Voando o F-84E Thunderjet na Coréia, o 182º se tornou a primeira unidade da Guarda a derrubar um MiG-15 naquele conflito.

O 182nd tem suas origens na Segunda Guerra Mundial. Foto: Senior Airman Ryan Mancuso/Texas ANG.

Em 1960, a unidade foi reorganizada como o 149º Grupo de Caças e continuou a voar em uma variedade de caças incluindo o F-102A Delta Dagger, F-100D Super Sabre e F-4C Phantom II até ser reequipada com sua aeronave atual, o F-16, em 1986. Desde 1999, o 149º serve como Unidade de Treinamento Formal (FTU) para pilotos de F-16 da Guarda Aérea Nacional sob o Comando de Educação e Treinamento Aéreo.

A pintura aplicada no F-16 da unidade é mais uma de uma série de esquemas comemorativos aplicados em aeronaves dos EUA. Em fevereiro, um A-10 recebeu a mesma camuflagem da Guerra do VietnãNo mês passado, outro A-10 foi apresentado com uma pintura inspirada na mesma usada por caças P-47 Thunderbolt da Segunda Guerra Mundial.

Um A-29 Super Tucano usado por um esquadrão operações especiais da USAF recebeu uma pintura que celebra o passado da unidade que realizava missões especiais na Segunda Guerra. 

Foto: Senior Airman Ryan Mancuso/Texas ANG.