F-16 voando como drone? Sim já houveram caças F-16 Fighting Falcon sem pilotos

Os drones estão se tornando cada vez mais comuns e na aviação militar representam um grande patamar de estratégia para guerras. Os veículos-aéreos-não tripulados, como também são conhecidos representam o que deverá ser o futuro da aviação militar, são mais baratos e com eles não se perdem vidas humanas. 

Quando um drone é construído todo um estudo é feito, mas já tentaram transformar um F-16 Fighting Falcon em um drone. A ideia disso em 2010, quando criou o QF-16 ( Q= sigla para drone). 

O propósito era fazer os F-16 drones de alvo parta serem abatidos por mísseis  ar-ar AIM-9X Sidewinder. O F-16 é  fácil de se tornar um drone pois seu recurso fly-by-wire o ajuda.

 

Vídeo da Boeing mostrando detalhes:

A Boeing também participou do projeto e os equipou com US$ 1,9 milhão em Drone Peculiar Equipment, incluindo um sistema de voo automático que aciona decolagens e pousos com o pressionar de um botão.

Logo eles são condenados à pista do “corredor da morte” de Tyndall. Eles executam manobras elaboradas (rolos de cano, curvas em S), imitando o que os inimigos podem fazer em batalha, até serem abatidos e afundar no fundo do oceano.

O software de IA “Skyborg” da Força Aérea , destinado a atuar como um R2-D2 para um piloto em um avião tripulado ou um ala de computador em um avião separado, não tripulado, também pode ser adaptado ao QF-16.


Neste ano de 2010 cerca de 32 QF-16 voaram sobre o Golfo do México como alvos móveis indescritíveis até serem abatidos.

 

Fontes: Wired e PopularMechanics

DEIXE UMA RESPOSTA