F-35A da USAF e F/A-18C finlandês. Foto: Força Aérea Finlandesa.

A Lockheed Martin e o Governo dos EUA enviaram sua proposta final (BAFO – Best And Final Offer) para o Governo Finlandês na última quinta-feira (29). O país europeu procura caças para substituir os seus atuais F/A-18C/D Hornet, e a Lockheed ofereceu o F-35 Lightning II, caça stealth de quinta geração. 

Ao contrário da Saab, que ofereceu 64 JAS-39E/F Gripen, duas aeronaves de alerta antecipado GlobalEye, armamentos e demais acordos de offset, a Lockheed não deu mais detalhes de sua oferta final no comunicado.

A fabricante americana afirma que a oferta também inclui muitas oportunidades inéditas para a indústria finlandesa trabalhar diretamente na produção e suporte do F-35.

“O F-35 proporcionará às indústrias finlandesas oportunidades de emprego de alta tecnologia que nenhum outro concorrente pode oferecer”, disse Bridget Lauderdale, vice-presidente e gerente geral do Programa F-35. “O trabalho de produção continuará por mais de 20 anos, e o trabalho de sustentação do F-35 continuará na década de 2050. Não apenas a Finlândia apoiará seus próprios F-35, mas apoiará diretamente a frota global por meio do produção dos principais componentes.”

Caças F-35A Lightning II. Foto: USAF

Através de projetos de participação industrial indireta fora da produção do F-35, a Lockheed Martin pretende formar parcerias com empresas finlandesas e instituições acadêmicas que oferecem oportunidades focadas no desenvolvimento e no avanço de colaborações de segurança.

Através do Programa H-X, a Finlândia vai escolher um substituto para seus Hornets. Em janeiro o país solicitou aos concorrentes que enviassem suas propostas finais até o dia 30 de abril (hoje), devendo escolher o vencedor da disputa até o final de 2021.

Além da Saab e Lockheed, participam também a Boeing com o F/A-18E/F Super Hornet, o consórcio europeu Eurofighter com o Typhoon e a francesa Dassault com seu Rafale.

Gripen e GlobalEye. Foto: Per Kustvik – Saab.