F-35 Turquia
Apresentação do F-35 da Força Aérea Turca.

Turquia e Estados Unidos logo devem recomeçar as negociações sobre o F-35. Segundo o ministro da Defesa turco, Hulusi Akar, as conversas entre os dois países devem reiniciar no final deste mês ou no início de fevereiro. 

Em entrevista ao jornal Milliyet, Akar disse que uma delegação turca se deslocará até a Washington para discutir o assunto. 

“‘Pagamos tanto, como seremos compensados?’ Eles disseram que nos entendiam. Combinamos uma segunda reunião nos EUA no final de janeiro, início de fevereiro. Uma delegação está indo para os EUA nos próximos dias. Seis F-35 feitos para a Turquia estão em um hangar. Estamos discutindo o que vai acontecer com eles. Portanto, as discussões sobre o F-16 e o F-35 continuam”

Continua depois do anúncio
O primeiro F-35A turco, que hoje se encontra com a USAF. Foto: Lockheed Martin.

A Turquia foi expulsa do programa F-35 depois de seguir em frente com a aquisição de sistemas antiaéreos S-400 da Rússia, mesmo após protestos dos EUA. Washington alega que a integração com o S-400 poderia revelar dados e segredos do caça de 5ª Geração.

Por outro lado, Ancara nega que o sistema de mísseis russo represente um risco à segurança, insistindo que os S-400 poderiam ser usados ​​de maneira independente, sem integração aos sistemas da OTAN. Em novembro, o Presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse que o país poderia comprar um segundo sistema de mísseis russo, apesar da polêmica em torno da compra inicial.

A Turquia investiu US$ 1,4 bilhão do F-35 e quer ser recompensada pelo montante. Atualmente o país tenta adquirir 40 caças F-16V Viper Block 70 e mais 80 kits para a modernização dos F-16 que já possui em sua frota. Erdogan chegou a afirmar que os EUA haviam oferecido os caças como uma alternativa ao investimento no F-35, mas a fala foi desmentida pelo Departamento de Estado dos EUA em seguida.

Continua depois do anúncio
Caças F-16C/D Fighting Falcon da Força Aérea Turca na Base Aérea de Knya durante um Exercício Anatolian Eagle. Foto: TuAF.

Rumores também apontavam uma possível negociação de Ancara com Moscou sobre a aquisição de caças Su-57 e Su-35. No entanto, também foram negados pela Turquia, apesar da grande aproximação com a Rússia.