F-35B disparando o canhão GAU-22/A montado no pod GPU-9/A. Foto: Dane Wiedmann/Lockheed Martin.

Na segunda-feira (26), um caça stealth F-35B Lightning II do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA (USMC) pousou na Base Aérea de Kadena, em Okinawa, com um problema desconhecido no pod GPU-9/A. O equipamento, montado externamente no centro da fuselagem do avião, carrega o canhão rotativo de 25mm GAU-22/A. 

Segundo o jornal japonês Mainichi Shimbunpelo menos 10 caças F-35B se deslocaram do Estação Aeronaval do USMC em Iwakuni para a base da Força Aérea em Okinawa. Mais tarde foi confirmado que um dos caças sofreu problemas no pod de canhão. Até o momento, não há mais detalhes sobre o que ocorreu. 

O portal afirma que testemunhas viram o caça que sofreu a pane decolou de Kadena por volta do 12h20, pousando às 13h10. A aeronave teria parado na pista e bombeiros foram vistos no local, bem como especialistas que estariam trabalhando no equipamento. 

Em março, um F-35B do USMC ficou danificado depois que a munição SAPHEI-T recém disparada pelo caça explodiu durante um treinamento no Arizona. Na época, o ocorrida foi considerado como um “Incidente Classe A”, o mais grave na classificação usada pelos EUA. 

Enquanto o F-35A (versão de pouso e decolagem convencional) possui um canhão interno montado no lado esquerdo da fuselagem, o F-35B de pouso e decolagem vertical e o F-35C, usado em porta-aviões, usam seu armamento de cano carregado dentro de um pod externo, designado GPU-9/A.  

DEIXE UMA RESPOSTA