A Administração Federal de Aviação dos EUA juntamente com o FBI, iniciaram a investigação sobre um suposto atentado terrorista em Washington. As Agências estão em busca de saber quem está por trás das gravações feitas e enviadas aos controladores de trafego aéreo de New York sobre um atentado com um avião.

A mensagem gravada por uma voz robótica dizia que os terroristas iriam levar uma aeronave direto para o Centro Legislativo dos EUA mas conhecido como Capitólio. O Capitólio fica localizado em Washington, entretanto a mensagem foi ouvida por controladores em New York.

“Estamos voando em um avião para o Capitólio na quarta-feira. Soleimani será vingado.” Dizia a mensagem gravada.

Qasem Soleimani foi um general iraniano que foi morto a um ano por drones que foram enviados a mando de Donald Trump até então presidente dos EUA. Desde a morte de Soleimani foi jurada vingança pelos iranianos. 

Segundo o Newsweek, as Agências de Segurança estão trabalhando também em conjunto com o Centro Nacional de Contraterrorismo. Alguns relatos sobre a mensagem disseram que além das frequências do controle de trafego aéreo, há relatos de que em no voo 2304 da JetBlue também havia sido ouvido pelos pilotos.

A JetBlue ainda não se pronunciou sobre o ocorrido, segundo relatos, os funcionários não estão levando a sério a ameaça feita pelo Irã. Os investigadores parecem estar buscando grupos dentro do próprio país, até o momento a investigação analisou que a mensagem foi transmitida nos EUA. 

“Foi avaliado que o técnico responsável tem experiência em modificação de rádio e está transmitindo em algum lugar dentro de 20NM da torre de rádio no Mar do Norte, NY.”

A ameaça acontece em meio ao momento que a vitória de Joe Biden será oficializada no colégio eleitoral. Washington DC está se preparando para possíveis manifestações de protesto.  O FBI informou que leva todas as ameaças a sério e instruiu a todos os controladores a relatar qualquer ameaça e observar as aeronaves com rotas sendo desviadas.

DEIXE UMA RESPOSTA