FAA emite nova recomendação de reparos para motores P&W do Airbus A320neo

Em detalhe, motor da Pratt & Whitney equipando um Airbus A320neo.

A Federal Aviation Administration (FAA) emitiu uma nova diretriz de aeronavegabilidade (AD) para alguns motores específicos PW1100G-JM da Pratt & Whitney(PW).

O motor PW 1100G-JM é um conjunto de motores turbofan de alta rotação, desenvolvido pela a LLC(IAE), um consórcio da Pratt & Whitney da Japanese Aero Engines Corporation (JAEC) e da MTU Aero Engines.

Esta versão de motor equipa a família de aviões Airbus A320neo.

Na diretriz anterior, a FAA informou que desde 2017 o motor recebeu 57 ocorrências de danos ocorrendo nas pás do terceiro estágio da turbina de baixa pressão (LPT). Parece que essas falhas foram causadas por danos causados ​​pelo impacto de detritos, ocorrendo quando os eles passaram pelo motor.

De acordo com a FAA, a fabricante determinou a necessidade de substituir as pás do terceiro estágio afetadas por novas feitas de um material diferente, sendo este um material mais resistente a danos por impacto.

Imagem: Pratt & Whitney

Esta diretriz de aeronavegabilidade, requer a substituição das pás do terceiro estágio  afetadas, devido aos relatórios de falhas anteriores. A FAA afirma que a diretriz entra em vigor a partir de 21 de maio.

Se não for solucionado, isso poderá resultar na liberação irrestrita das pedaços das pás do terceiro estágio, assim como uma falha de um ou dos dois motores e perda do controle de empuxo; consequentemente, isso pode levar à um acidente com perda da aeronave.


As ações necessárias devem ser executadas na próxima visita à manutenção programada de cada aeronave. Para a substituição de um conjunto de blades do terceiro estágio, a FAA estima um custo parcial de US$ 750.000 pelo conjunto de pás por motor.

 

DEIXE UMA RESPOSTA