FAA solicita revisão de todos os Boeing 737 Classic/NG que ficaram estocados

Frota da Ryanair composta por Boeing 737-800

A pandemia causou um fenômeno nunca antes visto na aviação. Aeronaves de todos os modelos, inclusive o Boeing 737, precisaram ser estocadas e conservadas ao máximo, ficando por semanas sem operar voos.

Logicamente isso trouxe um desafio extra para as equipes de solo, conservar e manter as condições de estocagem do maior número de aeronaves possível.

E a FAA emitiu hoje uma diretriz de aeronavegabilidade para corrigir um problema que pode ocorrer durante a estocagem de uma aeronave. A DA emitida pela agência engloba todos os aviões 737 NG e 737 Classic que ficaram fora de operação.

De acordo com a FAA, uma válvula do sistema pneumático pode apresentar ferrugem e travar aberta. Há uma grande possibilidade disto acontecer em qualquer aeronave com mais de uma semana sem operar voos.

A agência recebeu um alerta dessa possível falha que pode ocorrer após quatro incidentes em voo, onde a válvula ficou presa na posição “aberta” como resultado da corrosão. Contudo, e no pior dos casos, essa falha pode levar ao desligamento dos dois motores do Boeing 737.

O DA contém mais detalhes sobre como e quando a inspeção deve ser realizada e determina que a válvula deve ser substituída se a falha for encontrada antes da realização de voos com passageiros.

Ao todo cerca de 2000 aviões Boeing 737 Classic/NG em todo o planeta podem estar envolvidos com essa possível falha.


 

DEIXE UMA RESPOSTA