Boeing
Foto - Boeing/Reprodução

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) está iniciando nos próximos dias um processo de auditoria da Boeing, com a finalidade de melhorar os processos de fabricação da empresa.

A FAA tomou essa atitude com base nos recentes problemas de produção enfrentados pela Boeing, com erros no controle de qualidade dos aviões 787 Dreamliner, e mais um problema envolvendo o 737 MAX, agora sobre a instalação do cabeamento da aeronave no processo produtivo.

O objetivo da auditoria é identificar “áreas onde a empresa pode melhorar seus processos”, disse a FAA.

A Boeing respondeu para a Reuters que espera “um envolvimento contínuo e orientação da FAA à medida que melhoramos continuamente a segurança e a qualidade em nossos processos”.

Ao mesmo tempo a FAA está concentrada em analisar os 787 recém-fabricados pela Boeing, bem como acompanhar o processo de solução dos dois problemas envolvendo a parte de aterramento elétrico do 737 MAX.

A FAA disse que os aviões 737 MAX afetados neste problema, cerca de 106 unidades já entregues e outras 300 em estoque, estão inseridos em uma mudança de design de fabricação da Boeing no início de 2019.
 

Com informações de Reuters.