FAB Exercício de Busca e Salvamento
Foto: Força Aérea Brasileira

A Força Aérea Brasileira (FAB) promoverá, de 17 de abril a 7 de maio, o Exercício Operacional de Busca e Salvamento – EXOP CARRANCA, na Base Aérea de Florianópolis (BAFL), localizada em Santa Catarina (SC).

O Exercício tem por objetivo adestrar as Unidades Aéreas participantes e o Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS) na execução de técnicas necessárias ao cumprimento da Ação de Força Aérea de Busca e Salvamento.

“Tem como finalidade, também, aprimorar os planejamentos dos órgãos de coordenação – Centros de Coordenação de Busca e Salvamento Aeronáutico (ARCC) – bem como uma maior interação entre esses órgãos de coordenação e as unidades de execução de missões SAR em cenários terrestres e marítimos”, ressaltou o Chefe da Divisão de Busca e Salvamento (DSAR) do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), Major Aviador Bruno Vieira Passos.

O EXOP CARRANCA envolverá dois grandes Comandos – o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) e o Comando de Preparo (COMPREP), que contará com mais de 350 militares de diversas Unidades.

Pelo COMPREP, participarão do adestramento os Esquadrões Orungan (1º/7º GAV); Phoenix (2º/7º GAV); Netuno (3º/7º GAV); Gordo (1º/1º GT); Pelicano (2º/10º GAV) e o Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (PARA-SAR).

Pelo DECEA, farão parte os integrantes dos cinco Centros de Coordenação de Busca e Salvamento Aeronáutico (SALVAEROS): Amazônico, Recife, Atlântico, Curitiba e Brasília, além dos militares da Divisão de Busca e Salvamento do DECEA.

Participarão, também, militares da Marinha do Brasil (SALVAMAR), da Base Aérea de Canoas que compõe a Direção do Exercício (DIREX) e da Base Aérea de Florianópolis dando suporte e apoio à execução do adestramento.

Durante o treinamento, a FAB empregará o helicóptero H-60 Black Hawk e os aviões SC-105 Amazonas, P-95 Bandeirante Patrulha, C-130 Hércules e P-3 AM Orion.

Serão ativados dois Subcentros de Salvamento que estarão alocados em um Shelter montado pelo Primeiro Grupo de Comunicações e Controle (1°GCC), que funcionarão concomitantemente no planejamento e coordenação das missões de Busca e Salvamento atendendo à demanda de voo da DIREX.

 

 

Com informações da Força Aérea Brasileira (FAB).