FAB resgata brigadistas que combatem incêndio no Pantanal

O Esquadrão Pantera (5º/8º GAV), sediado na Ala 4, em Santa Maria (RS), resgatou, nesta sexta-feira (14), brigadistas do Corpo de Bombeiros Militar dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Eles combatiam os focos de incêndios na região Centro-Oeste, por meio da Operação Pantanal, deflagrada pelo Ministério da Defesa, quando acionaram apoio da Força Aérea Brasileira (FAB).

Os militares estavam em uma área, quando as chamas se aproximaram e alastraram com rapidez. Em busca de local seguro para se abrigarem, foram surpreendidos por uma área de pântano, onde começaram a afundar. O helicóptero foi acionado e efetuou o resgate de seis homens.A aeronave Black Hawk decolou da sede do Centro de Coordenação da Operação Pantanal, em Poconé (MT), às 11 horas e voou até a posição dos brigadistas para realizar o resgate.

O helicóptero manteve o voo pairado, próximo ao solo para facilitar o acesso dos brigadistas até a aeronave, enquanto o homem de resgate SAR (do inglês, Search and Rescue – Busca e Salvamento), com apoio dos Bombeiros, desceu até área do pântano para o resgate.

Ao final, o Esquadrão retornou com os militares para a sede. Toda a operação teve duração de 25 minutos na cena de ação.

A tripulação do helicóptero era formada por cinco militares, sendo dois pilotos, dois mecânicos e um homem de resgate. Esta foi a primeira missão real realizada pelo piloto, Tenente Aviador Paulo Sergio Martins Júnior. Para ele, é gratificante e recompensador, trabalhar para salvar vidas.

“Atuar em um resgate como este mostra que toda exigência durante os treinamentos é de extrema importância, especialmente por ajudar as pessoas em momentos de dificuldades”, conta.


 

Operação Pantanal

O Centro de Coordenação da Operação está instalado no aeródromo do SESC Pantanal, em Poconé (MT), ponto estratégico para o emprego dos meios de Força Aérea.

Participam da operação embarcações e helicópteros da Marinha, do Exército e da Aeronáutica; Fuzileiros Navais com curso de incêndio florestal; e agências federais e estaduais.

 

DEIXE UMA RESPOSTA