FedEx MD-10 DC-10

A Fed Ex aposentou no início deste mês de junho o último MD-10-10F da sua frota, e também o último em operação no mundo. 

A última aeronave, de matrícula N562FE, foi transferida no dia 04 de junho de Memphis, a principal base da Fed Ex, para Victorville, um famoso cemitério de aeronaves onde será estocado e logo depois desmontado pela aérea.

O voo final da aeronave foi entre Memphis e San Juan, em Porto Rico, transportando carga. Logo depois, o avião foi preparado para rapidamente ser encaminhado para a aposentadoria, cumprindo um último voo de três horas e oito minutos.

O avião tem 43 anos de operação, e antes de transportar carga, operou na American e na Hawaiian Airlines levando passageiros com a matrícula N126AA. O avião pertencia à própria Fed Ex, que o adquiriu já usado em 2003.

A aeronave passou por atualizações nos aviônicos em 2005. Estes eram oferecidos pela própria Boeing, para modernizar o cockpit dessas aeronaves e prolongar o período de uso das mesmas.

A Fed Ex continua usando o MD-10, porém na versão MD-10-30.

DC-10 na época que ainda era equipado com a antiga pintura Federal Express, nome original da FedEx.

O MD-10 serve como cargueiro na companhia pelo menos desde a década de 1980, quando ainda tinha a designação DC-10. Esta só foi trocada para MD-10 após uma série de atualizações da Boeing para o DC-10, incluindo um Glass Cockpit com telas digitais, no lugar dos instrumentos analógicos.

A FedEx revelou que retiraria seus cinco aviões Boeing MD-10 Série 10 antes do final de 2021, e 13 aviões MD-10 da Série 30 em 2021 e 2022. Ao todo são 17 aviões MD-10 que operam na FedEx atualmente.

Os aviões da linha MD-10 e A310 que estão sendo aposentados ultimamente serão diretamente substituídos pelos novos 767F e 777F, que a companhia deve receber até 2023.

A idade média da frota de aviões MD-10 da FedEx é de 40,1 anos atualmente. São bem usados.

 

DEIXE UMA RESPOSTA