FedEx reativa aeronaves cargueiras de grande porte para atender demanda global

Via - Arcturus

A companhia aérea cargueira americana FedEx, diante do cenário de muita demanda de voos cargueiros para levar suprimentos e equipamentos médicos, a empresa necessitou reativar aeronaves de grande porte como o McDonnell Douglas MD-11F.

No atual cenário de pandemia, muitos países estão realizando grandes encomendas de luvas, mascaras e equipamentos médicos para auxiliar no combate do novo coronavírus.

Esses suprimentos e equipamentos médicos são encomendados direto da China, que foi o epicentro da pandemia, a empresa vai colocar a disposição mais de 150 voos extras e pelo menos 16 frequências diárias para a Asia.

A demanda domestica também necessitou de um incremento, o Serviço Postal dos EUA aumentou significativamente por conta de mais compras feitas pela internet, já que o comercio americano está impedido de realizar vendas em lojas físicas. 

“É um tremendo aumento na capacidade de voo. Na verdade, ficamos surpresos por termos realizado todos esses voos”, disse o CEO da FedEx, Fred Smith, à agência de notícias Bloomberg.

A demanda por cargas em 2019 não teve um bom resultado, mas em 2020 teve uma impulsionada em todas as partes do mundo.

Em meio a pandemia e a enorme restrição de voos de passageiros, é esperado uma oferta maior para transporte de cargas para levar suprimentos alimentares, médicos e encomendas. 


Companhias aéreas do mundo todo, estão em busca de utilizar o transporte de cargas como uma maneira de impactar menos as suas receitas, utilizando mais voos regulares como cargueiros sejam nos porões ou até mesmo em configuração semelhante a “kombi”. que leva passageiros e cargas ou somente cargas no lugar dos assentos para passageiros.

 

DEIXE UMA RESPOSTA