Foto - FedEx

Um panda macho chamado Bei Bei realizou recentemente um voo de 16 horas em um Boeing 777-200 da FedEx, saindo do Aeroporto Dulles, em Washington, para Chengdu, na China.

O voo partiu na hora do almoço na terça-feira, 19 de novembro de 2019. Após um período de quarentena, Bei Bei seguirá para sua nova casa no Centro de Pesquisa e Conservação da China.

A FedEx transporta pandas desde 2000. Esse foi o seu oitavo embarque com sucesso. Todo o transporte foi realizado gratuitamente, incluindo os detalhes do serviço de transporte.

Em 2000, a FedEx trouxe os pais de Bei Bei (Mei Xiang e Tian Tian) para os EUA, provenientes da China. Agora Bei Bei está voltando para casa usando a mesma companhia.

A FedEx está comprometida em ajudar a conservar e transportar animais vulneráveis
Os pandas são oficialmente listados como um animal “vulnerável”, com apenas 1.800 em estado selvagem.

Existe um programa de criação em andamento no zoológico nacional de Washington. Mas os pandas são devolvidos à China quando têm quatro anos para entrar no programa de criação de lá.

Foto – FedEx

Bei Bei viajou em uma caixa personalizada feita de aço e plexiglás que pesa 800 libras. Ele havia sido acostumado ao caixote no mês anterior à viagem, passando algum tempo dentro dele.


A jornada de 13500 quilômetros é um grande esforço para o Boeing 777-200 que a FedEx opera. O avião voou leve, com apenas a tripulação, Bei Bei, alguns observadores e alguns lanches a bordo, para o Panda, claro!

Bei Bei foi atendido com 30 kg de bambu, um quilo de frutas, um quilo de batata-doce cozida, dois sacos de biscoitos e água. A FedEx não disse o que os humanos a bordo estavam utilizando para alimentação pessoal. Possivelmente sanduíches de queijo seco.

A FedEx disse que mais de 100 pessoas trabalharam para transportar o Panda.

DEIXE UMA RESPOSTA