Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

D-ALCD em Campinas
Foto: Gabriel Benevides

Apesar do aumento no fluxo de cargas em decorrência da pandemia, Lufthansa está prestes a encerrar um dos capítulos mais memoráveis e de sucesso na sua história: a retirada em definitivo do MD-11 da sua frota após 23 anos de serviços prestados. 

Na frota da Lufthansa Cargo desde 1998, o trijato da Boeing se tornou uma importante ferramenta para a divisão de cargas da principal companhia aérea alemã que chegou a ter 19 unidades do modelo, mas acabou dando lugar aos mais modernos e eficientes Boeing 777F. 

Com apenas um MD-11 restante, o D-ALCC está prestes a completar 24 anos de operações e já tem novo destino após o fim do seu ciclo da Lufthansa Cargo para o alívio dos admirados do jato. A aeronave irá compor nos próximos meses a frota da Western Global Airlines, companhia aérea de cargas que realiza periodicamente voos fretados de cargas para Campinas (VCP). 

Com a sua primeira operação no Brasil em 1999, o MD-11 da Lufthansa Cargo marcou bastante presença nos aeroportos de Campinas, Curitiba, Recife, incluindo operações pontuais em outras capitais brasileiras, se despedindo das suas operações no Brasil em dezembro de 2020. 

Prestes a possuir apenas o Boeing 777F, em breve a Lufthansa Cargo adicionará duas unidades do Airbus A321F, iniciando uma nova era de jatos de corredor único em sua frota. 

DEIXE UMA RESPOSTA