Flapper anuncia campanha de crowdfunding para financiar 2.5 milhões em expansão doméstica e internacional

Flapper, a empresa líder de voos executivos sob-demanda, anuncia o lançamento da campanha de crowdfunding de 2.5 milhões de reais. A oferta representa a última cota de um investimento maior no nível de Series A, que será anunciado em 2020. A SMU Crowdfunding foi escolhida como sócio no round, junto com outros investidores. Fundada em 2013 a SMU é considerada a primeira plataforma de financiamento coletivo do Brasil.

Em 2019 a Flapper aumentou a receita em 251%, e pretende manter um crescimento de três dígitos em 2020. O rápido crescimento registrado este ano, deve-se às solicitações durante a pandemia, como resultado do declínio na oferta entre as companhias aéreas comerciais, quanto da expansão do seu serviço a voos de carga e aeromédica.

Paul Malicki CEO

De acordo com Paul Malicki, CEO da Flapper, os recursos serão utilizados para acelerar a expansão do seu modelo de negócios principal e lançar a operação no exterior. A empresa, que nasceu em São Paulo, hoje possui escritórios em Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Ainda pretende abrir quatro novos mercados na América Latina e lançar rotas compartilhadas adicionais para aeroportos não disponíveis na aviação comercial no Brasil.

“Queremos ser líderes regionais em voos fretados e compartilhados, com a oferta de serviços mais versátil do mercado. Nosso compromisso em longo prazo é democratizar o setor de aviação privada e expandir seu tamanho dos atuais 300.000 usuários para mais de 2.3 milhões de clientes potenciais apenas no Brasil”, avalia Paul.

O CEO também argumenta que a escolha do crowdfunding como parte da sua procura de investimento foi natural, considerando o tipo de serviço que a Flapper oferece, como o perfil de cliente da empresa.

“Fora do futebol, a aviação é provavelmente o único setor com tanta gente apaixonada pelo que faz.” – diz Malicki – “Se ainda considerar que muitos de nossos clientes têm alto poder aquisitivo, é fácil imaginar o fluxo de pedidos que recebemos para que a Flapper abra uma parte de nosso equity a terceiros”.

“Investimos em todas as empresas disponíveis na plataforma ‘startmeup’ e a Flapper está aderente com a nossa tese.” – comentou Rodrigo Carneiro, CEO da SMU – “Empresa que possui um modelo inovador, já opera com clientes pagantes e o mais importante, sócios e equipe extraordinária. Além do crescimento acima da média de 200% durante a pandemia. O Brasil possui mais de 2500 aeroportos, porém menos de 100 deles são conectados pela a aviação comercial. A Flapper resolve este problema para turistas, profissionais e cargas”.


Sobre a Campanha

Para realizar um aporte, clientes precisam criar conta na startmeup.com.br e selecionar a oferta desejada. Os recursos da campanha da Flapper, por exemplo, incluem vídeos, grupos de discussão com os sócios e investidores, apresentações e até o simulador de retorno do investimento. A reserva e pagamentos são feitos em tempo real. Os clientes podem pagar através do boleto ou cartão de crédito, ganhando milhas pela sua compra. Para o investidor individual um dos benefícios é investir junto com fundos de venture capital e investidores institucionais, que no caso da Flapper incluem SMU Investimentos, Confrapar, aceleradora ACE e outros anjos experientes.

Flapper é a primeira empresa de aviação executiva sob demanda no Brasil e oferece serviços compartilhados de voos e fretamentos sob demanda.

A empresa opera voos regulares na região Sudeste, com 10 destinos de alta temporada em todo o país. Possui mais de 450 aeronaves para fretamento certificadas em sua plataforma e reporta mais de 200.000 usuários registrados em seu sistema.

A SMU é uma das maiores plataformas de crowdfunding de investimentos do Brasil, devidamente registrada na CVM. Para os investidores, a SMU é a porta de acesso para a diversificação dos investimentos na economia real e no mundo de inovações. Para os empreendedores, acesso ao smart money dado pela interconexão de empresas, fundos, investidores profissionais e investidores-clientes engajados. Dentre os diferenciais da plataforma está o fato de que a SMU e seus sócios colocam recursos próprios em todas as rodadas de investimento, criando assim um alinhamento de interesse com os investidores. A empresa, que foi fundada em 2013 pelos sócios Rodrigo Carneiro e Diego Perez, iniciou o seu trabalho no mercado nacional em 2015. Desde então, já realizou mais de 22 captações, movimentando mais de R$30 milhões de reais em investimentos em startups.

DEIXE UMA RESPOSTA