Flapper Ponte Aérea Aviação Executiva
Foto: Flapper/Divulgação

A Flapper, que atualmente é a plataforma líder de aviação executiva sob demanda, vai inaugurar ainda neste ano a sua própria divisão de vendas de aeronaves executivas usadas.

O anúncio oficial será feito durante a 17ª edição da Labace, o maior evento de aviação de negócios da América Latina, que acontecerá em São Paulo entre os dias 9 e 11 de agosto.

O novo departamento de aquisições de jatos e helicópteros será liderado por Giampiero Colognori, com passagens de sucesso pelas brasileiras Avantto e Infinity Aviação. Com a inclusão do novo serviço, a Flapper espera facilitar todo o processo para o lançamento do departamento de gerenciamento de aeronaves.

A operação vai ser iniciada a partir de agosto com 50 modelos de aeronaves, tais como o Embraer Phenom 300. Em um primeiro momento, a ideia é que os aviões sejam vendidos diretamente pelos proprietários, mas existe um planejamento por parte da Flapper para que conectar a plataforma a vários sites estrangeiros, disponibilizando todo o suporte no Brasil e transação em moeda local.

“Nós estamos bem animados em oferecer mais produtos para nossos clientes da América do Sul e de outros países. Nesse momento estamos unicamente posicionados para atender as necessidades dos passageiros frequentes mais exigentes”, comenta Paul Malicki, co-fundador e CEO da Flapper.

A empresa não vai focar exclusivamente na corretagem de vendas de aeronaves. Dentre os serviços adicionais oferecidos, se destacam as consultorias, verificações completas de aeronaves realizadas no pré-venda e transferência internacional de jatos ou helicópteros para o destino final escolhido pelo cliente.

Segundo Giampiero, Head da Divisão de Vendas de Aeronaves da Flapper, “O mercado atualmente está muito poluído com intermediários cobrando altas taxas, apenas por fazer a conexão entre o cliente e a empresa de vendas de. Nossa intenção é realizar a mudança este padrão, cuidando de todo o processo”, destaca.

 

 

Via: Flapper

 

A Flapper possui mais de mil aeronaves em seu inventário disponível para fretamentos na América Latina e, mediante autorização do proprietário, a venda de assentos individuais em voos compartilhados. São comercializadas duas rotas fixas no Brasil, incluindo voos de São Paulo para o Rio de Janeiro no Pilatus PC-12. Em 2021 a empresa obteve crescimento de 2.5x em suas receitas ano a ano, tendo acumulado 300 mil usuários em seu aplicativo. No começo deste ano, a empresa anunciou a expansão para a Europa, com contratações locais acontecendo nas principais regiões do mercado.