Flybondi vai apostar no mercado doméstico para sobreviver a crise

A companhia aérea de baixo custo da Argentina, a Flybondi, está com planos de realizar voos domésticos para gerar caixa e manter a empresa em operação, isso só será possível após a restrição de voos no país ser revogada.

A empresa se concentrará nos voos locais, desde que a demanda por viagens internacionais permaneça reduzida devido à pandemia de coronavírus, disse Mauricio Sana, diretor comercial da FlyBondi, em entrevista à Bloomberg.

Os voos para o Brasil, o país mais afetado da América Latina, podem não reiniciar antes de maio de 2021, acrescentou.

“O compromisso com o crescimento regional em 2020 é anulado”, afirmou Sana. “À medida que as viagens ao exterior são reduzidas, grande parte do turismo se baseia nas opções nacionais que surgem. Os mercados locais se recuperam mais rapidamente. ”

O governo da Argentina proibiu todas as viagens aéreas até 1º de setembro, uma das mais difíceis restrições do mundo. Mesmo antes da pandemia, as companhias aéreas que operam no país foram duramente afetadas por uma desaceleração econômica, inflação de dois dígitos e um imposto de 30% sobre viagens ao exterior.

As companhias aéreas que operam na Argentina devem perder coletivamente até US$ 80 milhões em voos domésticos cancelados somente de meados de março a setembro, disse o executivo.

Sana indicou que a data de 1º de setembro é “exagerada” e disse que espera que o governo reconsidere e permita que as viagens domésticas recomeçam mais cedo.


Antes das restrições de voo, Flybondi operava 18 rotas nacionais e seis destinos regionais, conectando o país com cidades do Brasil, Paraguai e Uruguai. Quando a proibição é suspensa, a Flybondi planeja reduzir as frequências em suas rotas locais para lidar com a demanda menor, em vez de reduzir destinos, disse Sana.

“Estamos apostando que não haverá regulamentação que reduza a capacidade do avião devido à pandemia”, acrescentou. “Queremos manter nosso registro de eficiência”.

 

Fonte: Buenos Aires Times

DEIXE UMA RESPOSTA