O KC-390 FAB 2854 e o C-130H TC-66 em Porto Príncipe. Ao fundo podem ser vistos helicópteros MH-60/HH-60 Jayhawk da Guarda Costeira Americana. Foto: 12th Air Force (Air Forces Southern)

Em sua página no Facebook, a 12ª Força Aérea (Air Forces Southern), um dos grandes comandos da Força Aérea dos EUA (USAF), publicou duas fotos que mostram um KC-390 Millennium da Força Aérea Brasileira e um C-130 Hercules da Força Aérea Argentina (FAA) em missão humanitária no Haiti. 

Após ser atingido por três grandes tremores e um ciclone tropical na semana passada, o Haiti está recebendo apoio humanitário de diversos países. No último sábado (21), o C-130H Hercules TC-66 da I Brigada Aérea da FAA decolou da Base Aérea de El Palomar, na Província de Buenos Aires, chegando em Porto Príncipe no dia seguinte.

A aeronave levou remédios e medicamentos, pastilhas para purificação de água, 24 especialistas em busca e salvamento, chamados de “capacetes brancos” e um hospital de campanha nível 1, capaz atender pelo menos 100 pacientes por dia e oferecer serviços de saúde nas especialidades de trauma, atendimento clínico geral, enfermagem, emergência diagnóstico por imagem (ultrassom) e monitoramento com equipamentos especializados, informou o Governo Argentino. 

Já a missão brasileira partiu na manhã de domingo (22) a partir de Brasília. Porém, a Força Aérea teve que realizar a troca de aeronave no mesmo dia. O KC-390 Millennium matrícula FAB 2856 apresentou uma pane ao realizar um pouso já programado na Base Aérea do Cachimbo, localizada no sul do Pará. Desta forma, o KC-390 FAB 2854 foi deslocado até a BAPV para substituir o 2856.

Após uma última parada em Boa Vista (RR), onde a aeronave foi reabastecida e a tripulação substituída, o jato brasileiro chegou na capital haitiana na segunda-feira (23) com uma equipe de 32 bombeiros militares do Distrito Federal, Minais Gerais e da Força Nacional de Segurança Pública, bem como dois cães de busca, cerca de sete toneladas de materiais e equipamentos de emergência e mais 3,5 toneladas de medicamentos e insumos estratégicos.

“Estamos trazendo uma equipe especializada em busca e salvamento, que já colaborou em eventos como Brumadinho (MG). Estamos reforçados ainda de dois cães que ajudarão na missão”, explicou o Coronel Bombeiro Militar Marcelo Teixeira Dantas, comandante do efetivo da missão.

Foto: FAB/Divulgação.
FAB/Divulgação.

Entre o material transportado também estão presentes equipamentos de uso hospitalar disponibilizados pela Força Nacional do Sistema Único de Saúde (FN-SUS), como macas, colares cervicais, biombos e outros. A assistência farmacêutica do Ministério disponibilizou, ainda, insulina humana tipo regular, medicamento que tem ação rápida em casos de choque, ocasionado pela diminuição anormal do volume do sangue, informa a Força Aérea Brasileira. Já a USAF destaca que a aeronave da FAB também transportou dois sistemas para purificação de água. 

Os EUA também prestam auxílio com oito aeronaves de transporte e 16 helicópteros como o CH-47 Chinook,  MH-60/HH-60 Jayhawk, V-22 Osprey e C-130 Hércules atuando em missões de transporte de suprimentos e busca e resgate, além do emprego de tropas militares, seis navios e outros ativos. 

No dia 14 de agosto, o Haiti foi atingido por um tremor de magnitude 7,2, seguido de outro tremor de magnitude 5,9 no domingo (15). Na quarta-feira (18), outro tremor de magnitude 4,9 foi registrado no país. Somado a isso tudo, a ilha caribenha foi atingida pelo ciclone tropical Grace, que levou grandes chuvas e ventos de até 75 Km/h. Até o momento, mais de 2,2 mil pessoas morreram. 

DEIXE UMA RESPOSTA