F-18 hornet da Espanha intercepta TU-134 da Rússia- Foto cortesia da Força Aérea Espanhola

A Força Aérea Espanhola lidera a missão de Policiamento Aéreo do Báltico da OTAN na Base Aérea de Siauliai há quase um mês. Durante esse período, eles realizaram várias barreiras de alerta para encontrar aeronaves que voavam no espaço aéreo internacional sobre o Mar Báltico, não cumprindo as regras da aviação internacional. 

Após o Centro de Operações Aéreas Combinadas de Uedem, na Alemanha, embarcar os caças F-18 espanhóis pela primeira vez em 12 de maio para identificar e escoltar um avião militar de passageiros Tu-134 da Força Aérea da Federação Russa que voava de Kaliningrado para a Rússia continental, eles também interceptaram Aviões de combate Su-30, outro Tu-134 e um An-24 transportam durante sua rotação.

Caças SU-30- Fotos cortesia da Força Aérea Espanhola

Essas atividades demonstram como a Aliança está integrando vigilância aérea, comando e controle aéreo e ativos de caça para proteger o espaço aéreo 24 horas por dia, 7 dias por semana, através do sistema vigilante, pronto e receptivo do Policiamento Aéreo em tempo de paz da OTAN. 

No momento, a Espanha, o Reino Unido – ambos Siauliai, Lituânia – e a França em Ämari, Estonie, fornecem o avião de combate para a missão nos países bálticos.

Fonte: NATO

DEIXE UMA RESPOSTA