A330 MRTT da RAF (Voyager KC.Mk 3) reabastecendo um A400M Atlas. Foto: Airbus.

O Ejercito del Aire (Força Aérea da Espanha) deve adquirir três Airbus A330-200 da companhia aérea Iberia para futuramente convertê-los em aviões de reabastecimento em voo no padrão MRTT (Multi Role Tanker Transport). 

Segundo o portal Flightblobal, o Governo Espanhol aprovou no final de junho a aquisição de três aeronaves de transporte e reabastecimento, alocando a quantia de €148 milhões (US$174 milhões) como parte de um acordo ainda maior com a Airbus, que também inclui helicópteros, bem como o compromisso com o FCAS (Future Combat Air System), projeto multinacional europeu que prevê o desenvolvimento de um caça de 6ª Geração.

 
Até então, acreditava-se que os aviões seriam adquiridos novos de fábrica diretamente com a fabricante, que produz os aviões em Toulouse, na França, e os envia para a conversão nas suas instalações em Getafe, Espanha. No entanto, o Major General Javier Antonio Guerrero Mochon, chefe de programas do Ejercito del Aire, falou ao portal defensa.com que os A330 serão de segunda mão. 
Foto: Iberia.

Segundo o Oficial, a primeira aeronave será entregue à Força Aérea ainda neste ano, com a segunda chegando meses depois. Ambas serão inicialmente empregadas sem a conversão para MRTT. Já o terceiro A330 será enviado direto para os trabalhos em Getafe quando for repassado ao Governo em 2023, com os outros dois aviões sendo enviados em seguida.

A Iberia tem uma frota de 13 A330-200 em serviço com outros dois aviões estocados, aponta o portal citando dados da Cirium, com a maioria sendo de propriedade da própria companhia ou de sua controladora IAG. A Iberia afirma ter apresentado a sua oferta de contrato, “mas as negociações ainda estão em curso”. Esta também não é a primeira vez que esse tipo de negócio ocorre. Dois dos sete A330 MRTT da Força Aérea Real Australiana foram operados na Qantas. 

Por aqui, a Força Aérea Brasileira busca a aquisição de dois A330 também usados. Em maio, o Ministério da Defesa autorizou a organização a buscar duas aeronave no mercado, meses depois que o Presidente da República anunciou a compra dos aviões para a FAB durante uma live. 

DEIXE UMA RESPOSTA