F-35I Adir da IAF. Foto: IAF

O avanço dos países que incluem os caças F-35 nas operações e adaptações já é visível. A Força Aérea Israelense começou a estabelecer um segundo esquadrão para operar os caças F-35I Adir.

O nome da nova unidade deverá ser “Defensores do Sul”, que será subordinada ao 116º Esquadrão. O 116º se juntará ao outro esquadrão F-35I, o 140º Esquadrão “Golden Eagle”, na Base Aérea de Nevatim.

Uma cerimônia de inauguração foi realizada para o estabelecimento de seu primeiro edifício designado para o 116º Esquadrão.

Foto: IAF

Antes da chegada dos F-35I, ambos os esquadrões operavam com caças F-16A/B, que foram retirados de operação em 2016. Israel continua operando com os caças F-16I e têm aproximadamente 98 unidades desta aeronave.

Foto: Noam Nachum via IAF

Escolhemos integrar a nova aeronave em um esquadrão com um legado duradouro em vez de estabelecer um novo”, disse o tenente-coronel. “O 116th Squadron existe há muitos anos e o ‘Adir’ é o quinto tipo de aeronave operada pelo esquadrão”.

Ao todo já foram entregues 14 caças F-35I, mas no a IAF terá um total de 50 aeronaves F-35I Adir.

Além dos F-35I, Israel poderá adquirir a versão atualizada do caça F-15, o F-15 Advanced, que será produzido pela Boeing e no caso de Israel as unidades de F-15 assim como de F-35 seriam adaptadas, por isso a letra (I) nas designações dos caças israelenses.