A IDF usa aeronaves F-16 para realizar ataques aéreos na Síria. Foto: Força de Defesa de Israel via Wikimedia

A Força Aérea de Israel anunciou que vai fechar um esquadrão de caças F-16 no final deste ano. O motivo é para organizar a força aérea e liberar fundos para aeronaves mais avançadas, que fazem parte do programa militar Plano Momentum.

Isso tem relação com a compra de caças F-35I “Adir”, a IDF, já tem dois esquadrões operacionais do caça furtivo.

O anuncio do fechamento veio através do comandante da Força Aérea de Israel, major-general Amikam Norkin, nesta terça-feira. O esquadrão em questão é o 117º Primeiro Esquadrão de Jatos, sediado na base aérea de Ramat David, no norte de Israel.

F-16 da Força Aérea Israelense-Foto Israeli Air force Twitter

“Sob o plano plurianual de ‘Momentum’, o chefe de gabinete, general Aviv Kohavi, tomou uma série de decisões voltadas à eficiência interna e à redução de sistemas antigos, além da aquisição e desenvolvimento de novos sistemas. Como parte dessas decisões, o chefe de gabinete decidiu fechar um esquadrão de aviões de caça ”, disse a IDF em comunicado nesta quarta-feira.

O esquadrão continuará a servir operacionalmente e em treinamento até o momento em que for fechado”, disse a IDF.

O esquadrão 117 tem história, foi o primeiro usou um F-16 para abater um caça de fabricação soviética MiG-23. 

O 117º também estava presente no ataque de 1981 ao reator nuclear do Iraque, conhecido como Operação Ópera.


 

Fonte de apoio: Times of Israel/Adaptações: Aeroflap

 

DEIXE UMA RESPOSTA