Força Aérea dos EUA realiza missões de longo alcance do Atlântico até o norte da Europa

B-2A Spirit- Foto: USAF

Na segunda-feira passada (15), dois bombardeiros B-52 voaram em missões de apoio ao exercício multinacional marítimo BALTOPS ia fazendo abordagens baixas sobre o carro-chefe do exercício. Os bombardeiros B-52 voaram para realizar treinamento de interoperabilidade e sobrevôo na capital da Estônia, em Tallinn, com os combatentes da Força Aérea Francesa Mirage 2000-5 e da Royal Air Force Typhoon que atualmente aumentam a missão de policiamento aéreo do Báltico da OTAN. “Uma demonstração visível de nossa capacidade de estender a dissuasão globalmente”.

Bombardeiro B-52H- Foto: Foto de US Navy / Damon Grosvenor

 “As missões estratégicas de longo alcance para bombardeiros na região do Báltico são uma demonstração visível de nossa capacidade de estender a dissuasão globalmente”, disse o general Jeff Harrigian, comandante das Forças Aéreas dos Estados Unidos na Europa e das Forças Aéreas da África, que também é responsável pelos Aliados da OTAN Comando Aéreo.

Na quinta-feira, os bombardeiros furtivos B-2 Spirit realizaram treinamento de integração com os F-35 noruegueses durante uma missão de bombardeiro estratégico de longo alcance e longa duração ao norte do Círculo Polar Ártico, demonstrando a interoperabilidade de quinta geração entre os Aliados.

Caças F-35A da Noruega- Foto: Força Aérea da Noruega

“A capacidade e integração de quinta geração da OTAN são essenciais para a superioridade aérea e permitem um engajamento preciso nos ambientes mais altamente contestados”, disse o General Harrigian, acrescentando que operações e engajamentos com aliados e parceiros, na região do Ártico e em outros lugares, demonstram e fortalecem compromisso com a segurança e estabilidade globais.

Fonte: NATO/OTAN

DEIXE UMA RESPOSTA