This F-22A Raptor from the 27th Fighter Squadron "Fighting Eagles" located at Langley Air Force Base, Virginia, fires an AIM-120 Advanced Medium Range Air-to-Air Missile (AMRAAM) and an AIM-9M sidewinder heat-seeking air-to-air missile at an BQM-34P "Fire-bee" subscale aerial target drone over the Gulf of Mexico during a Combat Archer mission. The unit was deployed to Tyndall AFB, Florida to support the Air-to-Air Weapons System Evaluation Program hosted by the 83rd Fighter Weapons Squadron also located at Tyndall.

Mais um incidente aconteceu com um caça Lockheed Martin F-22 da Força Aérea dos EUA, desta vez o avião estava em um procedimento de pouso, na Base Aérea de Elmendorf, em Anchorage, no Alasca.

De acordo com informações da Força Aérea dos EUA, o piloto saiu do cockpit ileso.

Um representante da Base Aérea de Elmendorf, Major John Ross, apontou para um mau funcionamento do trem de pouso, que levou à evasão da aeronave da pista.

Esse incidente aconteceu seis meses depois de outro F-22 derrapar de barriga na pista de Fallon, perto de Reno (Nevada), depois de um problema na decolagem.

O custo estimado do conserto de cada F-22 neste caso é de US$ 35 milhões, pegando como base um outro F-22 que sofreu um incidente parecido em 2012, quando pousou de barriga na pista.

 

Via – FlightGlobal