Foto: Tenente Dantoniele - FAB.

No contexto da Operação Covid-19, as Forças Armadas transportaram, entre os dias 07 e 25 de janeiro, 291 pessoas diagnosticadas com o coronavírus. Os pacientes seguiram do estado do Amazonas com destino ao Piauí, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Norte, Goiás, Distrito Federal, Pará, Espírito Santo, Alagoas, Pernambuco e Minas Gerais.

Aeronaves C-99 da Força Aérea Brasileira (FAB), acionadas pelo Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), realizaram 30 voos para a remoção dos pacientes de Manaus.

Dentre esses deslocamentos, os militares transportaram 14 pacientes e seis profissionais de saúde do município de Parintins (AM) para o Rio Grande do Norte. O pouso na Base Aérea de Natal ocorreu na segunda-feira (25), às 20h25.

Foto: Tenente Dantoniele – FAB.

Entre 7 e 25 de janeiro, outros 77 voos da FAB decolaram para apoio logístico. Foram transportadas 3 toneladas de medicamentos, 57 respiradores, 14 usinas de produção de oxigênio e 175 tanques de oxigênio.

Além disso, 3.732 cilindros seguiram para hospitais da capital amazonense e dos municípios de Parintins, Tefé e Coari, todos no Amazonas. A operação transportou 797 toneladas de carga e atingiu 703 horas de voo.

Somado a esses esforços, o Navio-Patrulha Apa da Marinha do Brasil atracou em Barcarena, no Pará, com um tanque de 54 toneladas nesta terça-feira (26).

O equipamento saiu do Porto de Santos, em São Paulo, no dia 19 de janeiro e agora será abastecido com 90 mil m³ de oxigênio líquido. Em seguida, o cilindro gigante será enviado para Manaus via transporte fluvial.


Foto: Divulgação/MD

Via Ministério da Defesa