Azul Oxigênio

O Airbus A330neo da Azul Linhas Aéreas, que deveria cumprir uma missão até a Índia para o transporte das primeiras doses da vacina de COVID-19 ao Brasil, precisou na noite de ontem assumir uma outra missão.

A aeronave de matrícula PR-ANX que estava posicionada no Aeroporto de Recife, pronta para levantar voo até Mumbai, foi deslocada na noite de ontem (15) para Campinas, onde embarcaria 15 toneladas em cilindros de oxigênio gasoso.

Esse é um transporte perigoso, e cheio de desafios logísticos e de segurança para uma aeronave comercial. A aeronave da companhia levou a sua capacidade máxima para esse tipo de carga.

Após a passagem por Campinas, o A330neo decolou com os cilindros de oxigênio na tarde deste sábado, pousando em Manaus às 16h57. Todas as fotos desta matéria são dessa operação especial, e realizadas pelo Vinicius Lorran, que enviou as imagens ao Portal Aeroflap.

“Nossa intenção é ajudar o Brasil e os brasileiros e não mediremos esforços para oferecer apoio logístico no transporte de matérias para o combate à COVID-19. Estamos prontos para voar à Índia e também para transportar o que for necessário dentro do Brasil no intuito de ajudar o país na atual situação”, disse John Rodgerson, presidente da Azul.

O voo para Mumbai poderá ainda ser realizado por este A330neo, no entanto, depende da organização logística do Governo Federal, e das negociações com a Índia, que estão travadas neste momento.

 

DEIXE UMA RESPOSTA