Aeroporto de Fortaleza. Foto - SAC/Divulgação

Além de receber a administração do aeroporto de Porto Alegre logo no início deste ano, a Fraport agora também está responsável pelo Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza.

Assim como em Porto Alegre, a administração da Fraport está sendo realizada com acompanhamento da Infraero, durante um período que deve durar no máximo 3 meses.

O Aeroporto Internacional de Fortaleza (CE) também foi arrematado pela operadora alemã (Fraport AG Frankfurt Airport Services) que pagará pelo aeroporto R$ 1,505 bilhão até o final da concessão. O lance mínimo do leilão era de 25% do valor total da outorga, que no caso do aeroporto de Fortaleza representava R$ 360 milhões. A Fraport ofereceu R$ 425 milhões e levou o aeroporto com ágio de 18% em relação ao valor estipulado para o lance mínimo.

A Fraport administrará o terminal por pelo menos 30 anos, prazo de duração do contrato de concessão. Nesse período a concessionária vai investir R$ 1,401 bilhão para realizar ampliações e melhorias no conforto.

A demanda do terminal terá uma ajuda ao longo dos próximos anos, devido aos novos voos internacionais da Air France e KLM para Paris e Amsterdam, respectivamente. Além disso a GOL, maior companhia de voos domésticos no Brasil, também vai usar Fortaleza como hub no nordeste para apoiar os voos da Air France e KLM.

A concorrência do Aeroporto de Fortaleza será com Natal, administrado pela Inframerica e inaugurado há alguns poucos anos, Recife, administrado pela Infraero, e Salvador, administrado pela Vinci Airports. Nesse setor os aeroportos citados acima disputarão para ganhar a posição de hub da região, além de atender às demandas locais.

A concessionária espera chegar ao final desses 30 anos com um movimento de 10 milhões de passageiros, uma previsão otimista, de um local que tem potencial para crescer com a administração da iniciativa privada.

 

Obras

Por enquanto a Fraport aguarda aprovação do anteprojeto pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), só depois desse processo a concessionária poderá iniciar as obras previstas.

As primeiras melhorias serão simples, como a implementação de um sistema de Wi-Fi gratuito para os passageiros, além de melhorias na iluminação e sinalização do atual terminal. Tudo isso será realizado até o final de junho.

As obras mais pesadas, que serão iniciadas imediatamente após a aprovação da ANAC, são para a ampliação do Terminal de passageiros, ao mesmo tempo que o pátio é ampliado para conseguir receber 12 aviões em pontes de embarque fixas, e 5 remotas. Atualmente o aeroporto de Fortaleza só tem capacidade para receber 6 aeronaves em pontes de embarque fixas, com conector entre o terminal e a aeronave.

A pista de pouso também será ampliada, juntamente com as taxiways do local. A pista do Aeroporto de Fortaleza tem 2500 metros de comprimento

Ao todo serão R$ 600 milhões investidos no Aeroporto de Fortaleza nessa primeira fase de obras.

Atualmente o terminal tem capacidade para 6,2 milhões de passageiros, mas já movimenta perto do seu limite, com cerca de 5,7 milhões de passageiros passando pelo local em 2016.