F-35A da Noruega em potência máxima- Foto: Real Força Aérea da Noruega

A frota de caças F-35A Lightning II da Real Força Aérea da Noruega alcançou a marca de 10.000 horas de voo, anunciou a força aérea do nórdico país europeu.

As primeiras aeronaves F-35A da Noruega começaram a voar antes mesmo de chegar ao país, na Luke Air Force Base, no EUA. O voo das duas primeiras aeronaves aconteceu no ano de 2015.

Contudo, outra marca também foi registrada essa semana que foi as 4.000 horas da frota de F-35 voando em espaço aéreo norueguês.

A Noruega se tornou uma das primeiras nações a se juntar no Programa F-35 em 2008. O objetivo máximo da aquisição dos caças furtivos é aposentar os F-16 Fighting Falcon.

Ao todo o país terá 52 unidades do caça Stealth. De acordo com o site Def Post, os caças ficarão baseados na Estação Aérea Ørland a partir de 2022.

No entanto, a lista de nações com caças F-35 na Europa e demais países ainda contam com o Reino Unido, Itália, Polônia (em processo de compra), Dinamarca, Israel, Japão, Coreia do sul e claro, os EUA.

DEIXE UMA RESPOSTA