A Embraer anunciou hoje, na 53ª edição do Paris Air Show International, a assinatura de um contrato com a japonesa Fuji Dream Airlines (FDA) para dois jatos E175.

O pedido tem um valor estimado de US$ 97,2 milhões, com base em preços de lista de 2019, e já estava incluído na carteira de pedidos (backlog) da Embraer do primeiro trimestre como “cliente não divulgado”.

“Estamos extremamente satisfeitos em aumentar continuamente nossa frota e nosso
relacionamento com a Embraer”, comenta Yohei Suzuki, Presidente do Conselho de
Administração e CEO da Fuji Dream Airlines. “A FDA opera atualmente 14 aeronaves – três
modelos E170 e onze jatos E175. Essas novas aeronaves nos permitirão aumentar nossa
capacidade, nos permitindo adicionar mais rotas e frequências, além de oferecer aos nossos passageiros a melhor cabine em sua categoria.”

Os novos E175 da FDA serão configurados em um leiaute de classe única com 84 lugares,
com entregas a partir de 2019. A Embraer entregou o primeiro E-Jet, um E170, para a Fuji
Dream Airlines em 2009.

“Após quase 10 anos de operação, a Fuji Dream Airlines se estabeleceu como um modelo
exemplar para o crescimento sustentável com o apoio dos atributos inigualáveis do E175,
sustentando o sucesso de sua expansão contínua da rede com novos serviços ponto a ponto”, disse Cesar Pereira, Diretor para Ásia-Pacífico da Embraer Aviação Comercial.

“Como prova dos méritos da Embraer, haverá um total de 48 E-Jets voando no Japão até o final de 2019. Desses, a frota da FDA de 14 aviões da Embraer representa a maior do seu tipo na Ásia e possui liderança mundial om uma confiabilidade operacional de 99,83% – mais um exemplo de como os produtos da Embraer e o suporte ao cliente têm estabelecido novos padrões no setor.”

O E175 é o jato mais vendido da família de E-Jets, com mais de 770 pedidos de companhias aéreas e empresas de leasing em todo o mundo. Desde janeiro de 2013, a Embraer vendeu mais de 585 modelos E175 para companhias aéreas somente na América do Norte, recebendo mais de 80% de todas as encomendas no segmento de jatos de 70-76 lugares.

A FDA e a Embraer também assinaram uma extensão do Programa Pool para cobrir a frota de E170 e E175, incluindo esses novos pedidos. O programa cobre substituições programadas e gestão de manutenção de mais de 300 partes importantes da aeronave.