German Efromovich, principal acionista do Grupo Sinergy, que também responde pela Avianca Brasil, pediu mais 45 dias para avaliar se comprará a companhia aérea indiana Jet Airways.

No processo German compraria a parte operacional da Jet Airways, que está desde abril deste ano com suas operações paralisadas. O Sinergy Group é o único interessado na massa falida da Jet Airways, que é composta praticamente por nada, além de equipamentos de solo, visto que os funcionários foram demitidos e as aeronaves retornaram aos lessores.

O prazo final agora é o dia 30 de novembro.

Durante o polêmico processo de aquisição da Jet Airways, na qual German declarou ter dinheiro à vista para realizar o pagamento pela empresa, o governo indiano tentou limitar a 49% a participação do Grupo Sinergy na companhia que já está com suas operações paralisadas há meses.

Anteriormente Efromovich afirmou que planejava ser o diretor-executivo da Alitalia, comprando uma participação de 30%, algo que poderia custar até 240 milhões de euros para o empresário. Efromovich disse ter o dinheiro necessário para o investimento e não teria que pedir emprestado. A Alitalia rejeitou a proposta de Efromovich.