Em dados divulgados pela ABEAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) na manhã de hoje, o mercado de aviação do Brasil apresentou uma nova retração de 1,38% em janeiro de 2017, quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Essa retração foi pequena quando comparado com a retração em outros meses de 2016 e apresentou uma boa perspectiva de mercado para o Brasil.

No mesmo período a oferta retraiu 2,74%, o que levou a taxa média de ocupação dos voos para exatamente 84,36%, um aumento substancial para o período. A GOL anteriormente já tinha divulgado uma prévia de seus resultados em janeiro onde a companhia também apresentou uma alta na taxa média de ocupação dos voos. 

Em dezembro de 2016 a demanda do transporte aéreo recuou 2,84% em comparação com o mesmo período do ano anterior, em novembro a queda foi ainda maior. Em janeiro deste ano cerca de 8,6 milhões de passageiros viajaram pelo país, a GOL liderou o mercado com 38,8% e ampliou sua participação em relação a LATAM. 

Em dezembro passado a LATAM registrou 32,7% de participação no mercado, esse mês a queda foi de aproximadamente 1,5%. A GOL aumentou sua participação em 1,4% em relação ao mês de dezembro.

Esse foi o 18º mês consecutivo em queda na demanda de passageiros no mercado doméstico de aviação.

 

Participação do mercado doméstico em janeiro de 2017:

GOL – 38,80%

LATAM – 31,27%

Azul – 18,10%

Avianca – 11,83%

 

No mercado internacional a LATAM continua com ampla liderança, com a GOL vindo em seguida com a Azul quase empatada. O mercado de voos internacionais que sofreu uma queda de 3,96% na demanda e na oferta de 7,09%, conseguiu um aumento de 5,40% na demanda e 1,94% na oferta para janeiro de 2017.

A taxa de ocupação registrou alta e atingiu 87,74%, as companhias aéreas nacionais transportaram quase 30% do tráfego internacional de passageiros em janeiro. Essa alta de janeiro pode encontrar motivação no período de férias que aumenta a demanda por voos turísticos e para o exterior.

 

Participação do mercado internacional em janeiro de 2017:

LATAM – 78,23%

GOL – 11,22%

Azul – 10,44%

Avianca – 0,11%