A GOL Linhas Aéreas deve cancelar temporariamente, e em breve, os seus voos para Quito, Santiago e Orlando, para readequar a frota à falta dos aviões Boeing 737 MAX.

A GOL cancelará três frequências semanais de voos entre Fortaleza e Orlando (EUA), além dos seus voos para Quito (Equador) que partem do Aeroporto de Guarulhos (SP). A oferta de assentos no voo entre Guarulhos e Santiago será reduzida, visto que a companhia cancelará sua segunda frequência diária.

A GOL espera retomar alguns desses voos em Julho deste ano, após uma provável volta do 737 MAX, como nos voos para Orlando e Santiago. Os seus voos para Quito estavam registrando uma baixa taxa de ocupação, e a GOL não tem planos de continuar na rota.

A GOL está entrando em contato com os passageiros afetados pelos cancelamentos, para proceder com uma possível reacomodação em outro voo da companhia, ou a devolução integral do valor pago pela passagem aérea.

A Boeing cita que o prazo do retorno do 737 MAX é em meados de 2020, quando a GOL poderá colocar os seus sete aviões que estão parados em Confins (MG) nos voos comerciais.

No entanto, a Boeing demorará vários meses para entregar os cerca de 16 aviões 737 MAX que a GOL deveria ter recebido até então, para substituir os 737 NG que já estão saindo da frota.

 

DEIXE UMA RESPOSTA